Como se preparar para a Educação Híbrida no novo normal?

Esta postagem foi atualizada em 26 de março de 2021

2/9/2020 – É fundamental o domínio de ferramentas digitais para os novos tempos

Olhar para o mundo atual é entender e aceitar que as mudanças impostas pela pandemia de coronavírus vieram para ficar. Em todas as áreas as alterações foram sentidas e, na educação, isso não foi diferente. Mais de um bilhão de alunos em todo o mundo tiveram as aulas presenciais suspensas e só continuaram desenvolvendo aprendizagem graças à ascensão da tecnologia e do empenho dos educadores em se adaptarem a um modelo ainda pouco explorado, que considera a utilização das ferramentas digitais.  

Segundo análise do Fórum Econômico Mundial, essa transformação no modelo de oferta da educação mundial trouxe novas abordagens pedagógicas a um setor que antes resistia -às mudanças. A partir de agora, as escolas são exigidas a adotar a cultura digital e o domínio de novas tecnologias para que os alunos recebam uma educação integral, transformadora e que prepare o cidadão do século XXI para o século XXI.   

Nesse contexto, destaca-se uma nova habilidade que deverá ser exercida no novo normal: o modelo híbrido de educação, que busca mesclar a educação presencial com a on-line, ou seja, proporciona o equilíbrio da educação já conhecida, com a maior exploração da tecnologia, proporcionando protagonismo dos alunos por meio do desenvolvimento de novas habilidades.  

Segundo o Coordenador Pedagógico da Conexia Educação, Sheldon Assis, a Educação Híbrida possibilita mais autonomia para os alunos. “Esse modelo os torna capazes de trabalhar em grupos e compartilhar conhecimentos, utilizando soluções digitais como aliadas. O professor, que antes exercia o papel central na sala de aula, passa a ser um mediador do conhecimento. Enquanto os alunos que apenas recebiam e assimilavam informações, passam a contribuir com suas ideias em sala de aula, tornando o processo cada vez mais rico e a aprendizagem mais efetiva.”  

Na prática 

Diante de tantas informações para adaptações a esse modelo, muitas dúvidas surgem em relação ao funcionamento da Educação Híbrida no cotidiano. Esse formato não é apenas colocar o aluno diante dos recursos digitais; é necessário propor trabalhos investigativos, em que alunos trabalhem individualmente, em grupos pequenos ou grandes, para a realização de projetos.  

Apesar de serem momentos diferentes, o on-line e o presencial, o objetivo do aprendizado híbrido é que um seja o complemento do outro, promovendo experiências significativas.  

LEIA TAMBÉM:  Talentos do Brasil busca valorizar artistas brasileiros e conquista do público na América Latina

A aprendizagem híbrida, como outras abordagens metodológicas, tem vários modelos para que seja colocada em prática, como a rotação por estações, laboratório rotacional, rotação individual e sala de aula invertida. Os exemplos de cada abordagem estão disponíveis no podcast Bilíngue #Now no Deezer e Spotify.  

Todos os modelos híbridos de aprendizagem visam dar oportunidade para o aluno de acordo com suas potencialidades, fazendo com que ele tenha mais autonomia e liberdade no momento de se apropriar do conteúdo. Portanto, cada aluno se torna protagonista em sala, trazendo conhecimentos diversos e colaborando com o aprendizado do outro por meio de trocas. 

High Five Bilingual School 

O programa bilíngue High Five Bilingual School propões uma vivência em inglês, visando a aquisição natural do idioma de forma imersiva e diária, prezando pela experiência positiva dos cinco protagonistas: aluno, família, professores, gestores e mantenedores. Com o uso de Metodologias Ativas e conteúdo alinhado à BNCC, as aulas no High Five utilizam a língua inglesa como instrumento de aprendizagem e trabalham temáticas socioemocionais que contribuem para o desenvolvimento cognitivo, individualizando e potencializando a aprendizagem por meio da tecnologia.  

Website: https://highfiveschool.com.br/

Inscreva-se
Notificar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments