Pular para o conteúdo

As criptomoedas podem acabar?

Estamos vendo o fim das criptomoedas?
▶️ Compartilhe, Segue e Ganhe R$ 50,00!

Esta postagem foi atualizada em 22 de maio de 2024

O mercado financeiro se trata de algo bastante dinâmico, acompanhando as mudanças que acontecem em relação à própria sociedade, de modo a oferecer as melhores soluções, o que nos leva então ao surgimento de novas opções, como é o caso das criptomoedas.

A popularidade das moedas digitais vem se tornando cada vez maior no mercado, deixando de ser um investimento de nicho para impactar o meio financeiro de modo geral, chegando até mesmo a ser uma opção de negociação por parte de quem comanda um negócio.

É por coisas assim que se mostra importante conhecer um pouco mais sobre como funciona esse novo método de transações financeiras, reconhecendo a sua importância tanto para quem comanda algum tipo de empreendimento como para a gestão de suas finanças.

Frente a tudo isso podemos falar que as criptomoedas podem ser usadas tanto nas negociações de uma empresa de limpeza SP, como também para quem possui algum tipo de projeto na internet, com essas moedas digitais expandindo-se para vários cenários.

Mas de fato a origem desses ativos digitais está conectada ao setor digital, acompanhando tanto a flexibilidade como as diferentes oportunidades que podem surgir dentro de um cenário virtual, apresentando de modo frequente novas possibilidades e também desafios.

Especificamente quando falamos sobre o mercado é necessário destacar a importância das empresas em acompanharem o seu público, e com essa audiência se encontrando cada vez mais nas redes, é justamente nesse espaço que as empresas devem se destacar.

Tudo isso faz com que as atividades comerciais feitas na internet sejam feitas com uma maior praticidade por parte do público, permitindo a um cliente buscar em seu computador por soquete 30mm e então realizar essa encomenda diretamente por tais canais.

Para que uma transação comercial seja realizada dentro das redes é importante contar também com o uso de certos ativos digitais que se mostram disponíveis, sendo esse o ponto de destaque das criptomoedas, explicando a valorização dessas moedas digitais.

E assim como tudo o que cresce, podemos também estar de frente a um movimento de queda, ao menos é o que apontam alguns especuladores financeiros. Mas para saber o que é verdade ou mito, primeiro é preciso entender como agem essas criptomoedas.

O que é uma criptomoeda?

Ao falar das moedas digitais estamos falando de ativos financeiros que podem ser negociados dentro de um sistema criptografado, as chamadas blockchains, sendo uma rede segura, contando com componentes que podem contar com códigos únicos ali presentes.

Muitas são as opções que se conseguem se destacar em relação a isso, entre elas:

  • Bitcoin;
  • Ethereum;
  • Binance coin;
  • Cardano;
  • Tether.

Uma variação de criptomoedas que apontam não apenas para o crescimento desses itens, mas também para a sua valorização, com o público estando cada vez mais atrás de ativos digitais para se investir, buscando também pelos benefícios oferecidos por tais moedas.

É por razões do tipo que até mesmo o segmento industrial, que pode estar completamente distante desse cenário digital, com uma empresa de manutenção de empilhadeira, também pode ser otimizada ao recorrer às criptomoedas junto a sua gestão de negócios.

Outro destaque em relação às moedas digitais é a sua flexibilidade, sendo negociadas em uma plataforma à parte, sem que seja necessário estar preso às leis fiscais mantidas por diferentes países e moedas físicas, dando assim mais liberdade aos investidores.

Por causa de tudo isso, as criptomoedas chegaram ao estado de reconhecimento que elas recebem hoje, sendo importante compreender um pouco desse sucesso, até mesmo para rebater uma ideia de possível queda.

A alta das criptomoedas

Para falar do crescimento das moedas digitais é importante reconhecer a valorização do ambiente digital como um todo, trazendo uma maior proximidade tanto para o público como ao mercado, ambos em busca de alcançarem melhores resultados em seus negócios.

Por exemplo, se possíveis clientes estão em busca de serviços como limpeza de fossa através da internet, é justamente nesse tipo de plataforma que as empresas do ramo devem se colocar disponíveis, de modo a se aproximarem de sua audiência de consumidores.

Tudo isso para falar sobre a maior relevância conquistada pelas criptomoedas, destacando a sua já citada flexibilidade, mas também os ideais de segurança que estão associados ao seu uso, algo importante diante do crescimento entre diversos golpes virtuais.

Como consequência de tudo isso podemos encontrar o assunto criptomoeda virar tema tanto de conversas de bar como de editoriais econômicos, apontando a relevância das moedas digitais junto aos diversos tipos de cenários, sendo um ativo financeiro de valor.

O problema é que essa alta atenção fez também com que visões negativas, ou menos receptivas, fossem adquiridas em relação às criptomoedas, reconhecendo a popularidade dessas moedas, tão conhecidas hoje como as funções de uma máquina de suco.

Mas antes de se desesperar, ainda mais por quem acaba de investir nas criptomoedas, buscando muito dos valores aqui destacados, é importante então entender um pouco mais sobre as projeções de futuro dessas moedas digitais.

Estamos vendo o fim das criptomoedas?

Esse é o pavor que passou a tomar a mente de quem acaba de investir nas moedas digitais, tudo isso sendo causado pelas quedas recentes de diversos mercados de investimento nesse sentido, apontando para o que seria o fim desses ativos.

Podemos adiantar que a realidade é um pouco mais complexa do que isso, estando longe de tal cenário apocalíptico, mas não deixa de ser importante o porquê o público está olhando preocupado para os seus investimentos, até para se acalmar nesse ponto.

Falta de segurança

Por ser estranho falar sobre falta de segurança em um sistema que se destaca justamente pela sua proteção, com o seu programa de encriptação de ativos, mas é essa baixa garantia que faz com que muitos investidores passem a desconfiar das criptomoedas.

Muito disso veio de eventos específicos, com a notícia de que falhas podem ter sido encontradas em alguns sistemas blockchain, assim como com os ativos ali presentes, criando assim uma histeria mundial, colocando em xeque a segurança dessas moedas.

É possível até mesmo acreditar que se trata de um FUD (Fear, uncertainty and doubt), Medo, Incerteza e Dúvida em português, uma prática onde uma história é plantada para causar insegurança no público, afetando assim as atividades de um negócio.

Problemas do mundo real

Por mais que se encontrem em um cenário à parte, as criptomoedas também podem ser afetadas por tudo o que ocorre no meio comercial real, com um cenário de crise podendo afetar tanto o valor de uma moeda digital como o de chapa xadrez no mercado.

Nos últimos meses podemos destacar uma baixa em certos investimentos, assim como o cenário de guerra, causando instabilidades que afetam todos os tipos de mercados, incluindo também o segmento das criptomoedas.

Questões com regulações

Outro ponto a ser citado é a falta de regulações em cima das transações financeiras em relação às criptomoedas, sendo justamente isso o que destaca a sua flexibilidade frente a outras moedas, no entanto, essa falta de controle impede também certas precauções.

É por isso que a queda de uma criptomoeda específica pode não afetar todas as variações disponíveis, mas a falta de regulações não traz muita confiança nesse sentido, diferente da segurança de uma obra, aplicando um piso tátil, por exemplo.

Múltiplas moedas

Para reconhecer a importância cada vez maior das criptomoedas basta olhar para a pluralidade de opções existentes. Por outro lado é justamente essa variedade que coloca esse mercado em uma posição de risco, com o público tendo dúvidas sobre onde investir.

Ao mesmo tempo, a partir do momento em que uma opção de criptomoeda possa entrar em crise, principalmente aquelas mais recentes, sem toda a segurança de modelos mais antigos, todas as alternativas disponíveis podem acabar sendo impactadas em conjunto.

Retiradas em alto volume

Da mesma forma em que um banco tradicional pode entrar em falência caso todos os seus clientes retirem suas economias ao mesmo tempo, o mesmo tipo de situação pode acontecer quando falamos sobre o cenário digital das criptomoedas.

Ou seja, caso todos os que possuam ativos em um sistema tentarem vender suas moedas, é capaz do valor dessas criptomoedas entrarem em crise, sendo esse um medo comum dos investidores, apesar de ser algo difícil de acontecer.

Todas essas são algumas das razões pelas quais as pessoas podem achar que o mercado das criptomoedas pode estar em seus últimos dias, quando na verdade o máximo que existem são projeções, apontando para mudanças no mercado, mas não nada tão drástico.

O mais importante então é se informar melhor sobre as criptomoedas ao investir nesse cenário, tal como se mostra relevante entender sobre a portaria 373 para quem gerencia um negócio, de modo a conquistar a melhor performance em qualquer que seja o local.

 

LEIA TAMBÉM:  Como preparar seu negócio para aceitar criptomoedas

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Inscreva-se
Notificar sobre
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraria seus pensamentos, por favor comente.x