Empregabilidade feminina no setor de TI é destaque em case gaúcho

17/3/2021 –

Enquanto no Brasil a média de mulheres em cargos de TI é de 20%, empresa de software alcança patamar de 32%.

No Brasil, o setor de Tecnologia da Informação tem uma média de somente 20% de cargos ocupados por mulheres. Em meio a este paradigma, algumas empresas do setor começam a despontar como diferenciais. Caso da Trinca, companhia de Porto Alegre-RS que atua no desenvolvimento de soluções em software para plataformas web e mobile, mantém um patamar de empregabilidade feminina no setor que se difere da média: na Trinca, elas são 32% da força de trabalho.

Para dar mais visibilidade ao trabalho das mulheres que compõem seu time, a empresa criou uma campanha em homenagem ao Mês da Mulher, com uma programação que incluiu ações diversas, tendo todo o processo criativo conduzido pelas colaboradoras.

A Campanha incluiu ações em redes sociais, distribuição de brindes às mulheres da equipe, produção textual voltada à conscientização do mercado sobre o tema e um Trinca Talks só com as mulheres da casa.

O Trinca Talks é uma iniciativa que reúne, todas as quintas-feiras, o time para compartilhamento de conhecimento. A ideia é promover a troca de experiências e informações sobre assuntos que sejam relevantes para quem trabalha na empresa.

Outra ação da campanha foi a criação de ilustrações, a partir de fotos enviadas pelas chamadas “Minas da Trinca”. O trabalho de criação foi feito pela ilustradora Lu Allgayer, que atua como product designer na Trinca.

As ilustrações criadas são a imagem oficial da campanha, sendo divulgadas em mídias online e offline.

“A entrada e permanência das mulheres na tecnologia passa por diversos desafios, dificuldades e provações, tanto no meio familiar e instituições de ensino, quanto no próprio mercado de trabalho. Precisamos urgentemente de uma transformação cultural”, destaca Roberta Köche, head de Pessoas&Cultura, na Trinca.

LEIA TAMBÉM:  O intraempreendedorismo como combustível necessário para que empresas superem a crise

Conforme Roberta, o objetivo da campanha é não apenas celebrar a data e o crescimento do quadro composto por mulheres na Trinca, mas também e principalmente dar ainda mais visibilidade ao talento feminino na tecnologia, impactando e sensibilizando o público interno e externo sobre este tema.

“Queremos servir de inspiração para outras mulheres que buscam entrar ou que já atuam na área de tecnologia. A caminhada não é fácil, mas não precisa ser solitária. Com o apoio de outras mulheres nos fortalecemos e atuamos como agentes desta transformação”, ressalta ela. “A realidade desigual de empregabilidade de mulheres na TI não é exclusividade do Brasil, infelizmente. Nos EUA, por exemplo, somente 25% dos empregos desta área são delas”, completa Roberta.

De acordo com a profissional, isso não ocorre por acaso: nos cursos de graduação e profissionalizantes relacionados à tecnologia, de todas as mulheres que ingressam, 79% desistem no primeiro ano, segundo pesquisa do PNAD.

“Por meio de nossa campanha em comemoração ao Dia da Mulher, queremos colaborar para dar mais visibilidade à mulher nas empresas de tecnologia – da mesma forma que aqui, internamente, valorizamos nossos talentos femininos”, finaliza Roberta.

Inscreva-se
Notificar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments