Paul Kemp-Robertson_ Bitcoin

Palestra: Bitcoin. Suor. Ace. Conheça o futuro da moeda de marca

Esta postagem foi atualizada em 23 de junho de 2016

 

Palestrante: Paul Kemp-Robertson

Dinheiro – as notas e moedas que você tem em sua carteira e na sua conta no banco – é baseado no comércio, na crença de que os bancos e o governo são confiáveis. Agora, Paul Kemp-Robertson nos apresenta uma nova geração do dinheiro, sustentada pelo mesmo comércio … mas em nome de uma marca privada. Dos pontos de suor da Nike até embalagens de Ace (que têm sido usadas inesperadamente em mercados negros), conheça o futuro “sem bancos” do dinheiro.

Excertos:

“Uma questão mais desafiadora é uma que eu ouvi, na verdade, de um de nossos escritores há alguns dias, e eu não sabia a resposta: Qual é a melhor moeda do mundo? É na verdade o Bitcoin. Para aqueles de vocês que talvez não estejam acostumados, o Bitcoin é uma cripto moeda, uma moeda virtual, moeda sintética. Foi fundado em 2008 por esse programador anônimo com um pseudônimo Satoshi Nakamoto. Ninguém sabe quem ou o que ele é. Ele é quase como o Banksy da Internet. E eu provavelmente não vou explicar direito aqui, mas minha interpretação de como ele funciona é que os Bitcoins são lançados através desse processo de mineração. Há uma rede de computadores que é desafiada a resolver um problema matemático muito complexo e a pessoa que conseguir resolver primeiro recebe os Bitcoins. E os Bitcoins são lançados, eles são colocados num registro público chamado de Blockchain, e daí eles flutuam, assim se tornam uma moeda, e completamente descentralizado, isso que é assustador neles, que é o motivo de tanta popularidade. Não é administrado pelas autoridades ou pelo estado. É gerenciado pela rede. E a razão pela qual está provado bem-sucedido é que é particular, é anônimo, é rápido e é barato.”

LEIA TAMBÉM:  Palestra: Como a misteriosa Dark Web está se tornando popular

“E dá pra entender onde há alguma flutuação feroz com o Bitcoin. Em um nível, ele foi de algo como 13 dólares para 266, literalmente no período de quatro meses, e daí quebrou e perdeu metade do seu valor em seis horas E está atualmente em torno da marca de 110 dólares em valor. Mas o que ele mostra é que está ganhando espaço, está ganhando respeito. Vocês tem serviços, como Reddit e WordPress estão de fato aceitando Bitcoins como moeda de pagamento agora. E isso mostra que as pessoas estão depositando confiança na tecnologia, e começou a superar e romper e questionar as instituições tradicionais e como pensamos sobre moedas e dinheiro.”

“E isso não é tão surpreendente se pensarmos no caso perdido que é a União Europeia. Acho que houve uma pesquisa da Gallup recentemente que dizia algo como, na América, confiança nos bancos atingiu um mínimo histórico, está em torno de 21%. E vocês podem ver aqui algumas fotos de Londres onde o Barclays patrocinou o esquema de bicicletas na cidade, e alguns ativistas fizeram um marketing de guerrilha aqui e adulteraram os slogans. “Pedalando de segunda classe.” “O Barclay te leva para um passeio.” Esses são os mais educados que eu pude compartilhar com vocês hoje. Mas vocês entenderam, as pessoas começaram mesmo a perder a confiança nas instituições. Tem uma empresa de relações públicas chamada Edelman, eles fazem essa pesquisa bem interessante todo ano precisamente sobre confiança e o que as pessoas estão pensando. E essa pesquisa é global, então esses números são globais. e o interessante é que dá pra ver que a hierarquia está balançando, e agora é a vez da heterarquia, as pessoas confiam mais nas pessoas como elas do que nas corporações e nos governos. E se olharmos esses números para os mercados mais desenvolvidos como o Reino Unido, a Alemanha, eles são ainda menores. E eu acho isso um pouco assustador. As pessoas confiando mais em homens de negócios do que em governos e líderes. Então o que está começando a acontecer, se pensarmos em dinheiro, se resumirmos o dinheiro a uma essência, é literalmente só uma expressão de valor, um valor combinado. O que está acontecendo agora, na era digital, é que conseguimos quantificar valor de várias maneiras diferentes e de forma mais fácil, e às vezes a forma como quantificamos esses valores, facilita muito criar novas formas e formas válidas de dinheiro. Nesse contexto, dá pra ver que redes como o Bitcoin de repente começam a fazer mais sentido.”

LEIA TAMBÉM:  Palestra: O plano do Uber para colocar mais pessoas em menos carros

 

Ben Popov

Growth Hacker, Crypto Investor e Estrategista de Marketing Digital com mais de 18 anos de experiência. Fundador da AulaPlus - Marketing na Era Digital e BlasterPhone Telecomunicações. Ben é "importado" da Bulgária e mora no Brasil desde 2000.

Inscreva-se
Notificar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments